quinta-feira, maio 10, 2007

Mais uma realidade...

Desde que trabalho no projecto que acompanho uma miúda que tem o vírus HIV, nunca me fez impressão, sempre a tratei como trato os outros miúdos. Tem o vírus desde que nasceu, é filha de pais toxicodependentes e quem trata dela é avô, entrou numa fase critica em que já não da muito para disfarçar a doença, com manchas em muita parte do corpo e cada vez mais débil.
A verdade é que no outro dia ela apareceu aqui cheia de febre e mal se aguentava em pé, rapidamente a levei ao hospital e pela primeira vez tive medo de apanhar o vírus. Bem sei que o vírus não se apanha assim tão facilmente, mas ao ver como estava, fiquei realmente com medo. Ao chegar ao hospital e ver aqueles doentes todos, ainda mais impressão me fez. Tive que pedir a minha chefe para sair.
Não saí com medo de apanhar seja o que for, sai porque ver muito pessoal a sofrer em conjunto me faz muita, mas muita impressão.
Hoje já está bem melhor, mas o problema é que os professores começam a notar e percebem que ela tem algo. Vamos ver se por enquanto ninguém descobre, todos sabemos como há muito pessoal retrógrada e que pode fazer muito mal a esta criança. E se os pais vêem a saber, ai então é bem pior. Por enquanto está tudo controlado vamos é ver até quando.
O mais impressionante é que no outro dia um velho rebarbado de 60 anos, branco, começou a seduzir esta miúda de 13 anos, que é negra, enfim... Pensava eu que já tinha visto tudo.
Entretanto a policia já apanhou o homem, Deus queira que fique lá uns bons anos, o que eu duvido!

3 comentários:

Bloody Mary disse...

A parte do velho... decadente!!! O resto infelizmente uma realidade... e realmente nunca se está preparado para se lidar com estados mais avançados da doença... é normal a tua reacção, acho que é mais impressão do que medo de ficar contagiar... longe da vista, longe do coração... espero mesmo q a miúda n venha a ter problemas... já bem basta a vida que deve levar...
as melhoras...

marcia disse...

todos nos sabemos como o virus se transmite mas no nosso inconsciente existe sempre uma pequeno receio q as varias raridades de factores se combinem naquele momento... acho q e' normal.
A mim tb (como toda a gente!) impressiona ver especialmente criancas a sofrer e tristes... mas se venceres os obstaculos o resultado, a ajuda e carinho q passas valem muito a pena!

Continua c o trabalho fantastico q fazes! quem dera a maior parte de nos darmos mais tempo a estas pessoas!

Joana disse...

Found you baby!!!

Mega kiss!!!

A sua noiva.