quinta-feira, novembro 08, 2007

Memórias

Quando somos pequenos os nossos pais sempre nos ralhavam para não mexer em certas coisas e para isso inventavam que fazia mal ou que podia acontecer algo grave. Também muitas vezes acreditamos em histórias que ouvimos dos nossos amigos e de outras pessoas. No que eu acreditei:

-Dos 10 aos 16 anos acreditava que a máquina do totoloto nos cortava o dedo. Disseram-me isto porque os meus tios têm uma papelaria e era para não andar para la a mexer.

-Dos 14 aos 21 anos acreditava que se cortasse (coisa que nunca fiz) os pelos do sovaco transpirava menos.

-Até aos 10 acreditava que os bebés nasciam pelo umbigo.

-Até aos 14 acreditava no inferno.

-Entre os 13 e os 16 acreditava que se rapássemos os pelos eles não voltariam a crescer.

-Hoje em dia ainda acredito que o Benfica pode ser campeão (vivo iludido).


Sei que há muitos mais, mas agora não me recordo e deve haver muita coisa que acredito ainda e que mais cedo ou mais tarde virei a descobrir que é mentira o engraçado é que nunca acreditei no Pai Natal e na cegonha.

E tu em que acreditavas?

2 comentários:

Mr. MyShadow disse...

eu ainda acredito no inferno... às vezes até passo lá ao lado...

Jano disse...

Acreditava no velho do saco que me levava se eu nao dormixe... ate aos 5 anos acreditava que os bebes se faziam kuando se davam beijos... e deixa la, nao es o unico iludido, eu ainda acredito que o sporting pode ser campeao lolol....

Abraço ;)