sexta-feira, junho 06, 2008

Há sentimentos que nos fazem ver o mundo de outra forma, em que tudo o que nós controlamos deixam de ter controlo. Há decisões que queremos tomar mas não somos capazes. Dizem que levo a vida de uma maneira impulsiva, e concordo com tal, mas também não peçam para ser um mono à espera que algo mágico aconteça. Acho que quando há certezas de um lado, tem que haver certezas no outro. Se essas certezas não conjugam, então a unica certeza que provavelmente existe é que ali não mora a verdadeira certeza e há que procurar outra.

3 comentários:

Sophia Melancia disse...

se essa não é a tua certeza...corre para outra na busca da verdadeira razão de viver! *

ZEP disse...

e para quê ter certezas que mais tarde deixam de o ser?

a imprevisibilidade dá mais pica ;-)

Sandra disse...

Sabes amigo aquilo que te posso dizer, da minha experiência, é claro!!!, é que nunca temos certezas de nada e quanto mais as procuramos menos encontramos...por isso aprendi a viver um dia de cada vez...o melhor possivel...sem prejudicar os que mais gosto...mas não me esquecendo de mim...beijocas