quinta-feira, fevereiro 15, 2007

Dor

Eram 18:45, tinha acabado de dar aulas aos meus miúdos de 6 anos, que por acaso ontem se portaram lindamente (o que é raro), e fui para a grande festa de Carnaval do clube de jovens. O nosso grupo tinha que ir mascarado do sexo oposto. Lá roubei uma fatiota à minha mãe e uns sapatos de salto alto, digamos que me assentaram muito bem, a minha mãe calça o 36 e eu o 43. Três horas com aqueles sapatos calçados, só estava a ver quando é que malhava. Mas não malhei, lá me fui vestir e esperar pelo toque para ir para o jantar de encalhados. Enquanto esperava, resolvi correr por uma rampa que estava por lá e que estava escorregadia. Quando dei por mim estava deitado no chão, bati com o meu belo cu de tal maneira que hoje estou com uma dor infernal. Está mesmo a doer, ando coxo, nem consegui dormir de noite porque quando me mexia doía e doía.
De resto o jantar até correu muito bem acompanhado pelo belo Monte Velho tinto. Foi bom festejar a amizade. Depois um pulinho ao bairro e casa.
Mas estou cá com uma dor, e não, não andei a fazer aquilo que te esta a passar na mente.

5 comentários:

INDIGENTE ANDRAJOSO disse...

ou seja... acordaste com um andar novo...


hehhe

quem? disse...

esta foto....aiaiaiaiia

MMQ disse...

que imagem do inferno!!!

MMQ disse...

quando é que deixamos de ver o teu rabo assim que abrimos o teu blog?

Anónimo disse...

eh la, mas isto nao é o teu rabo! k eu me lembre é muito mais bem feitinho!